quarta-feira, fevereiro 28, 2018

Sete décadas de fotojornalismo
No Olhar de Flávio Damm

Aos 90 anos, o fotógrafo gaúcho conta no 12º episódio da websérie No Olhar, curiosidades de grandes coberturas históricas de Getúlio à Rainha Elizabeth II

No Olhar é uma websérie que exibe toda semana episódios com os principais fotógrafos e fotógrafas do Brasil. O projeto está em sua segunda temporada e tem apoio da Secretaria da Cultura de Estado do Paraná e Companhia de Energia Elétrica (Copel). As entrevistas têm o desafio de revelar ao expectador uma leitura mais apurada da fotografia e sua linguagem, além de contar de maneira intimista sobre as influências e histórias de vida desses profissionais. Os vídeos com duração de nove a 12 minutos são lançados todas as segundas-feiras no canal do youtube.com/noolhartv.

No 12.º episódio da série, Flávio Damm conta sobre sua trajetória e algumas das inúmeras curiosidades do seu trabalho como fotojornalista. “Quando era criança, costumava ler o jornal por cima do ombro do meu pai. E um dia perguntei: quem é que faz essas fotos? Eram as primeiras fotografias da guerra, com os mortos e bombardeios. ‘Eles são soldados fotógrafos. Eles veem por quem não viu’. Essa frase foi fundamental na minha vida. Naquele momento não pensei a fotografia como profissão, mas eu senti como isso seria encantador”, relata o fotógrafo de 90 anos.

Eleito um dos oito “bressonianos” brasileiros, Flávio Damm participou ativamente da mudança decisiva no modo como o fotojornalismo passou a ser praticado no Brasil, na década de 1950. A fotografia ganhou força com uma narrativa convincente para a verdade histórica e o fotógrafo assumiu a responsabilidade de ser o olho de quem não podia estar presente diante do acontecimento.

Dentre os feitos desta época em que trabalhou na Revista O Cruzeiro, destaca-se o fato de ter sido o único brasileiro presente em coberturas internacionais marcantes, como a coroação da Rainha Elizabeth II, em 1953, na Inglaterra, e na ocasião em que o primeiro foguete foi lançado da base de Cabo Canaveral, em 1957, nos Estados Unidos e a revolução da Bolívia e no Paraguai.

Em sete décadas como fotojornalista, Damm percorreu o vasto território brasileiro atrás da descoberta de um país que poucos conheciam. As inúmeras viagens pelo Brasil e exterior foram sempre registradas com filme preto e branco e lhe renderam 28 livros e um acervo com mais de 60 mil negativos arquivados.

Suas fotografias sugerem muito mais do que o simples fato retratado. Elas são carregadas da singeleza própria das situações cotidianas, sem abdicar de uma elaborada poética visual, fruto de anos de observação das relações entre as pessoas e os lugares onde vivem. “Hoje as coisas mudaram, interiorizar o Brasil, hoje, ficou muito mais fácil do que naquela época, quando tínhamos que atravessar o rio São Francisco a pé ou a remo, contramaré. Mas foi bom. Se pudesse voltava hoje em 1950 para fazer as mesmas coisas. E faria feliz da vida”, conclui Damm.

Sobre o projeto:

De acordo com o diretor da websérie, Tiago Ferraz, a ideia de produzir o No Olhar surgiu da necessidade de encontrar informações sobre fotógrafos brasileiros compiladas em formato documental. “Hoje encontramos muitos tutoriais técnicos, mas ainda existe uma carência em conteúdo sobre linguagem fotográfica e sobre a trajetória dos fotógrafos. Durante a produção da primeira temporada, percebemos que este projeto ia além de um simples registro e o que tínhamos em mãos era um acervo da memória da fotografia brasileira dos últimos anos”, complementa.

A busca pelo lado humanista dos entrevistados também aparece na contrapartida do projeto. Mais de 100 crianças da rede pública de ensino tiveram a oportunidade de aprender um pouco sobre fotografia, se deixando encantar pela arte, assim como relatou Walter Carvalho, no primeiro episódio. “Essa iniciativa é muito gratificante, pois promove a descoberta de novos talentos nas áreas menos favorecidas da sociedade”, acrescenta Ferraz.

Assista aos vídeos disponíveis desta temporada
1º Episódio – Walter Carvalho
2º Episódio – Simonetta Persichetti
3º Episódio – Tiago Santana
4º Episódio – Ana Carolina Fernandes
5º Episódio – Antonio Guerreiro
6º Episódio – Anna Kahn
7º Episódio – Kazuo Okubo
8º Episódio – Custódio Coimbra
9º Episódio – Bruno Veiga
10º Episódio – Milton Guran
11º Episódio – Rogério Assis
12º Episódio – Flávio Damm

Confira em ordem alfabética os fotógrafos e fotógrafas que fazem parte desta temporada, lembrando que toda segunda-feira um novo episódio será exibido:

Arthur Omar (MG)
Cesar Barreto (RJ)
Dario de Dominicis (radicado no RJ)
Joaquin Paiva (ES)
Kitty Paranaguá (RJ)
Luiz Garrido (RJ)
Marcia Charnizon (MG)
Marcos Bonisson (RJ)
Nana Moraes (RJ)
Paulo Marcos (RJ)
Pedro Vasquez (RJ)
Walter Firmo (RJ)

Acesse: youtube.com/noolhartv
www.facebook.com/noolhar.tv

Postado por euricosalis

terça-feira, setembro 12, 2017

Será inaugurada dia 14 de setembro, no Memorial do RS, a exposição "Rio Grande do Sul - Homens e Máquinas", que conta com 48 fotografais, a maioria delas extraídas do livro "Homens e Máquinas"e outras semelhantes as publicadas na obra. As fotos foram ampliadas em papel fotográfico medindo 1,50metro X 1,10metro, constando duas imagens em cada ampliação, coladas em superfície de mdf e aplicadas em painéis produzidos pelo arquiteto Julio Caetano, especialmente para a mostra. Cada painel tem iluminação própria, para garantir boa visualização das obras. A mostra será aberta as 19hs, e deverá permanecer aberta até 19 de novembro. Financiamento LIC RS, patrcocínio Braskem.

Postado por euricosalis

sábado, maio 6, 2017

Eurico Salis fez a entrega de 300 exemplares do livro Rio Grande do Sul Homens e Máquinas ao Instituto do Câncer Infantill-RS. Toda a renda da venda obtida destes exemplares será convertida em benefício do Instituto do Cancer Infantil, que faz um trabalho maravilhoso em prol de crianças e famílias carentes e que convivêm com esta grave doença. Na oportunidade da entrega dos livros, o fotógrafo recebeu das mãos do Diretor do ICI-RS, Dr. Algemir Lunardi Brunetto uma homenagem, um cartão de agradecimento pela doação dos livros, que representará renda em torno de R$ 45 mil reais a entidade.
Crédito das imagens: João Mattos/Divulgação

Postado por euricosalis

domingo, abril 30, 2017

Matérias publicadas em jornais locais sobre o livro  Homens e Máquinas.

Contra capa ZHJornal Metro

 

 

Postado por euricosalis

domingo, abril 30, 2017

 

Renato Lemos Dalto nasceu em Santana do Livramento, na fronteira do Estado.

Jornalista, escritor e roteirista,  ele trabalhou para Gazeta Mercantil, Diário do Sul, Jornal do Brasil,

e colaborou com várias revistas brasileiras.

Renato é um dos autores do livro Missões Jesuítico-Guaranos. Em 2007, escreveu o livro Aparados da Serra – Na trilha doPadre Rambo

e  “Freio de Ouro – Uma história a cavalo", a qual virou documentário em video. Para a TV Educativa –RS, desenvolveu a série Sul Sem

Fronteiras, a qual abordou as heranças históricas do Rio Grande do Sul. Em 2013, ao lado do fotógrafo Eurico Salis, percorreu o Estado, para

escrever para o livro  “Rio Grande do Sul – O Solo e o Homem”. Em 2015, participou do projeto "A Força da Terra", que resultou em livro e

exposição fotográfica mostrando a vida de pequenos trabalhadores rurais do sul do Brasil.

Renato Dalto escreveu os textos de Homens e Máquinas.

 

" Homens e máquinas, num único gesto, forjam a si mesmos.

E quando o coração bate ou chispa a faísca, a vida se transforma."  ( Renato Dalto )

Compartilhe aqui: http://euricosalis.com.br/blog/

Postado por euricosalis

domingo, abril 30, 2017

Theatro São Pedro mais uma vez foi palco para o lançamento de livro do fotógrafo Eurico Salis. Da mesma forma como ocorreu com O Solo e o Homem,o segundo livro da trilogia que documenta a vida no Rio Grande do Sul,  o Foyer do teatro recebeu na noite de 18 de Abril,  grande número de autoridadeimprensa, patrocinadores e convidados que participaram da sessão de autógrafos e coquetel de lançamento de Homens e Máquinas.

 

Postado por euricosalis

domingo, abril 30, 2017

O projeto cultural Rio Grande do Sul - Homens e Máquianas contou com o financiamento da Lei Federal de Incentivo a Cultura - Lei Rouanet. Foram 14 empresas  apoiadoras que através do patrocínio de recursos, possibilitaram  a realização deste livro num momento tão delicado de nossa economia. Agradeço aos parceiros a confiança depositada em nosso projeto: Celulose Riograndense ( patrocinador master), Banrisul, Corsan, Planalto Transportes, Rio Grande Seguros, Ipiranga, Dana, Randon, Aeromóvel, EGR Empresa Gaúcha  de Rodovias, Fiergs, Irga, Zaf e Unifértil. E o apoio do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, em especial a  Carlos Búrigo (Secretário de Estado) e Cléber Benvegnú (Secretário de Comunicação). Também a Braskem, que irá se integrar ao projeto em uma segunda etapa a ser realizada ainda este ano.

 

 

Postado por euricosalis

sexta-feira, abril 28, 2017

Gustavo Demarchi foi responsável pela criação do projeto gráfico de Homens e Máquinas

Designer graduado pela Uniritter. Mestre em design pela UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul e atualmente Doutorando em Design pela mesma instituição. Atua ativamente no mercado editorial e cultural gaúcho desde 1998. Do período em que residiu em Nova York adquiriu a paixão pelo design e programação visual. Desde então acumula em seu currículo a criação e desenvolvimento de mais de 500 capas de livro para diversas editoras. Teve passagens ou desenvolveu trabalhos como projetista gráfico e diagramador nos principais jornais de Porto Alegre. Tem vasta experiência em projetos com ênfase em Comunicação Visual, atuando principalmente nos seguintes temas: editorial, diagramação, identidade visual, modelagem 3D, criação web site, html, php, Apps Android e todo o tipo de comunicação visual. Em 2012, seu projeto de pesquisa sobre capas de disco, gerou a palestra "A história das capas de disco", apresentada como parte da programação do Set Universitário da FAMECOS - PUC/RS e FACCAT. Desde 2015, é professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, nas disciplinas de Prática Integrada da Criação, Estudos Tipográficos e Computação Gráfica I e II. É também Professor da Uniritter nos cursos de Pós Graduação de Criação e Produção de Conteúdos Digitais e Design UX. Além disso, ministra uma série de cursos de Ferramentas 2D e 3D. Juntamente com seu irmão Gabriel ainda ministra a oficina "Desenvolvimento de Projetos Visuais para Livros".

Saiba mais sobre o Gustavo em www.g2dvisual.com.br

Postado por euricosalis

quinta-feira, março 16, 2017

Segundo livro da trilogia Rio Grande do Sul, Homens e Máquinas será lançado dia 18 de Abril, em Porto Alegre

Postado por euricosalis

domingo, agosto 14, 2016

Programa Faces foi ao ar dia 02/08/2016. Confira a íntegra da entervista.

Clique aqui: Faces com Eurico Salis - TVE

Postado por euricosalis

sexta-feira, março 11, 2016

Click para ler - Click to view

 

Postado por euricosalis

terça-feira, março 8, 2016

Abertura da Exposição Fotográfica Califórnia, hoje as 19,30hs. Salas Negras do Margs.

Período de visitação de 09 de março a 03 de abril 2016.

Postado por euricosalis

Últimos tweet

@eurico_salis A frase da semana "Melhor um cavalo cansado do que um burro falante"